A SAGA CREPÚSCULO

Esse blog é pra minha filha Lana Tyler, para que ela tenha sempre uma lembrança de uma fase super legal da vida dela...onde personagens de livros e filmes se transformam nos seus amores de verdade.
Ela ama a Saga Twilight e é totalmente Team Edward.
Tem fotos, trechos dos livros e fotos do Robert Pattinson que ela amaaaaaaaa.

TWILIGHT

Loading...

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

CREPÚSCULO - LAURENT, JAMES E VICTORIA






Posted by Picasa



TRECHOS DO LIVRO CREPÚSCULO - CAPÍTULO 17

"Carlisle ia rebater, Edward ia pegar, quando Alice ficou ofegante. Meus olhos estavam
em Edward, como sempre, e eu vi quando a cabeça dele levantou num estalo pra olhar
pra ela. Seus olhos se encontraram e alguma coisa passou entre eles num instante. Ele
estava ao meu lado antes que os outros pudessem perguntar o que havia de errado.
“Alice?”, a voz de Esme estava tensa.
“Eu não vi - eu não sabia”, ela sussurrou.
A essa hora os outros já estavam todos juntos.
“O que foi, Alice?”, Carlisle perguntou com uma voz calma de autoridade.
“Eles estavam viajando muito mais rápido do que eu imaginava. Agora eu sei que
estava errada antes”, ela murmurou.
Jasper se inclinou sobre ela, sua postura era protetora. “O que mudou?”, ele
perguntou.
“Eles nos ouviram jogar e resolveram mudar de caminho”, ela disse, penitente, como
se estivesse se julgando culpada por o que quer que estivesse assustando ela.
Sete pares de olhos olharam para o meu rosto e desviaram.
“Quanto tempo?”, Carlisle perguntou, olhando na direção de Edward.
Seu rosto ficou com uma expressão de profunda concentração.
“Menos de cinco minutos. Eles estão correndo - eles querem jogar”. Ele fez uma cara
zangada.
“Você consegue?”, Carlisle perguntou, seus olhos vindo na minha direção de novo.
“Não, não carregando-“, ele cortou. “Além do mais, a última coisa que precisamos é
que eles sintam o cheiro e comecem a caçar”.
“Quantos?”, Emmett perguntou á Alice.
“Três”, ela respondeu resumidamente.
“Três!”, ele zombou. “Deixe eles virem”. As faixas de músculo se flexionaram nos
braços enormes dele.
Por uma fração de segundo que parecer muito maior do que era, Carlisle pensou. Só
Emmett pareceu despreocupado; o rosto olhava para o rosto de Carlisle com olhos
ansiosos.
“Vamos continuar o jogo”, Carlisle finalmente decidiu. Sua voz estava calma e nivelada.
“Alice disse que eles estão apenas curiosos”."

"Os outros voltaram para o campo, cautelosamente observando a floresta com seus
olhos rápidos. Alice e Esme pareciam se orientar pelo lugar onde eu estava.
“Solte o seu cabelo”, Edward disse com uma voz baixa, uniforme.
Eu obedientemente deslizei o prendedor do meu cabelo e soltei ele ao redor do meu
rosto. Eu declarei o óbvio. “Os outros estão vindo”.
“Sim, fique bem parada, não fale nada, e não saia do meu lado,por favor”. Ele
escondeu bem o estresse na voz dele, mas eu consegui ouvir. Ele puxou meu longo
cabelo para a frente, colocando ele ao redor do meu rosto.
“Isso não vai ajudar”, Alice disse suavemente. “Eu senti o cheiro dela do outro lado do
campo”.
“Eu sei”, um tom de frustração apareceu na voz dele.
Carlisle foi para a área de arremesso, e os outros se juntaram ao jogo sem vontade.
“O que Esme te perguntou?”, eu sussurrei.
Ele hesitou por um momento antes de responder. “Se eles estavam com sede”, ele
murmurou sem vontade."

"Edward não estava prestando o mínimo de atenção ao jogo, seus olhos e mente
estavam na floresta.
“Me desculpe, Bella”, ele murmurou impetuosamente. “Foi estúpido, irresponsável, ter
te exposto dessa maneira. Me desculpe”.
Eu ouvi a respiração dele parar e seus olhos se viraram para a floresta. Ele deu meio
passo se colocando entre mim e o que estava vindo.
Carlisle, Emmett e os outros se viraram na mesma direção, ouvindo sons de passos
que eram baixos demais para os meus ouvidos."

LIVRO CREPÚSCULO - CAPITULO 18 - A CAÇADA

"Eles emergiram um por um da floresta, se aproximando doze metros de uma só vez.
O primeiro homem diminuiu imediatamente, permitindo que o outro homem ficasse na
sua frente, se deixando guiar pelo homem alto, de cabelos escuros que deixou bem
claro quem era que liderava o bando. A terceira era uma mulher; á distância, tudo que
eu conseguia ver dela era que ela tinha um cabelo numa incrível tom de vermelho.
Eles se enfileiraram antes de continuarem se aproximando cuidadosamente da família
de Edward, exibindo o respeito natural de uma tropa de predadores quando encontram
um grupo maior da sua própria espécie.
Enquanto eles se aproximavam, eu reparei no quanto eles eram diferentes do Cullen.
O caminhar deles parecia de gato, e constantemente isso fazia parecer que eles
estavam rastejando. Eles usavam o vestiário normal de qualquer mochileiro: jeans e
uma camisa de botão casual, feita de um tecido pesado e á prova de água. No
entanto, as roupas estavam desgastadas, pelo uso, e eles estavam descalços. Os dois
homens tinham cabelos cuidados,mas o cabelo alaranjado da mulher estava cheio de
folhas e sujeira da floresta."

"Sem que nenhuma aparente comunicação acontecesse entre eles, eles se puseram
numa postura mais usual, ereta.
O homem na frente era facilmente o mais bonito, sua pele tinha um tom de oliva por
baixo da palidez de costume, o seu cabelo era de um preto forte. Ele tinha uma
estatura média, tinha músculos fortes, é claro, mas não era nada comparado com a
força muscular de Emmett. Ele tinha um sorriso fluente, que mostrava uma linha de
grande dentes brancos brilhantes.
A mulher tinha um aspecto mais selvagem, os olhos rápidos dela olhavam sem
descanso para o homem que estava na frente dela, e para o grupo que estava ao
nosso redor, seu cabelo caótico estava voando levemente com a brisa. Sua postura era
distintamente felina.
O segundo homem se movia sem parar atrás dele, mais leve que o líder, seus cabelos
castanho claro e feições retangulares eram indescritíveis. Seus olhos, no entanto,
completamente imóveis, de alguma forma pareciam muito vigilantes.
Seus olhos eram diferentes também. Não eram do dourado ou preto que eu cheguei a
esperar, mas de um vermelho profundo que era muito perturbador e sinistro.
O homem de cabelos escuros, ainda sorrindo, deu um passo em direção á Carlisle.
“Nós pensamos ter ouvido um jogo”, ele disse numa voz relaxada que tinha um leve
sotaque francês. “Eu sou Laurent, estes são Victoria e James”. Ele fez gestos para os
outros vampiros ao seu lado.
“Eu sou Carlisle. Esta é minha família, Emmett e Jasper, Rosalie, Esme e Alice, Edward
e Bella”. Ele nos apontou em grupos, deliberadamente não chamando a atenção para
indivíduos. Eu senti um choque quando ele disse meu nome.
“Vocês tem espaço para mais alguns jogadores?”, Laurent perguntou num tom
sociável.
Carlisle imitou o tom amigável dele. “Na verdade, nós já estávamos acabando. Mas
certamente estaríamos interessados numa outra hora. Vocês pretendem ficar por
muito tempo?”
“Nós estávamos indo para o Norte, na verdade, mas ficamos interessados em ver a
vizinhança. Nós não encontramos companheiros há um bom tempo”.
“Não, essa região geralmente está vazia, com exceção dos visitantes inesperados,
como vocês”.
A tensa atmosfera havia lentamente se transformado numa conversa casual; eu concluí
que Jasper estava usando seus dons peculiares para controlar a situação.
“Qual é extensão de área onde vocês caçam?”,. Laurent inquiriu casualmente.
Carlisle ignorou a intenção por trás da pergunta. “A extensão Olympica aqui, acima e
abaixo da Costa, em certas ocasiões. Nós mantemos residência permanente aqui perto.
Há outra residência permanente como a nossa perto de Denali”.
Laurent se virou um pouco nos calcanhares.
“Permanente? Como vocês conseguem?”. Havia uma honesta curiosidade na voz dele.
“Porque vocês não vão á nossa casa onde podemos conversas confortavelmente?”,
Carlisle convidou. “É uma história longa”.
James e Victoria trocaram olhares surpresos com a menção da palavra “casa”, mas
Laurent controlou melhor a sua expressão.
“Isso parece muito interessante, e bem vindo”, seu sorriso era genial. “Nós estivemos
numa caçada em Ontário, e ainda não tivemos a oportunidade de nos limpar
apropriadamente”. Ele moveu seus olhos apreciando a figura refinada de Carlisle.
“Não se ofendam, mas gostaríamos se vocês refreassem as suas caças nessa área. Nós
temos que nos manter fora de suspeita, vocês entendem”. Carlisle explicou.
“É claro”. Laurent afirmou com a cabeça. “Nós certamente não vamos invadir o seu
território. Nós comemos quando viemos de Seattle, mesmo”. Ele sorriu. Um arrepio
percorreu a minha espinha."

"Meu cabelo voou levemente com a brisa, Edward ficou rígido, e o segundo homem,
James, virou sua cabeça de repente, me estudando, sua narinas infladas.
Uma rápida rigidez passou entre eles quando James começou a rastejar mais pra
perto. Edward mostrou seus dentes, numa posição de defesa, um rosnado de animal
brotou da garganta dele.
Não foi nada como os sons de brincadeira que eu ouvi dele esta manhã. Foi o ruído
mais ameaçador que já tinha ouvido, e arrepios percorreram todo o meu corpo, desde
o meus fios de cabelo até os calcanhares.
“O que é isso?”. Laurent perguntou surpreso. Nem Edward nem James relaxaram suas
posições agressivas. James se moveu levemente para o lado, e Edward se moveu em
resposta.
“Ela está conosco”. A repulsa de Carlisle foi pra James. Laurent pareceu sentir meu
cheiro com menos força que James, mas agora a consciência desceu no seu rosto.
“Vocês trouxeram um lanche?”, ele perguntou com uma expressão incrédula, dando
um passo involuntário á frente.
Edward rosnou ainda mais ferozmente, asperamente, seus lábios se curvando sobre
seus dentes brilhantes que estavam á amostra. Laurent andou pra trás de novo.
“Eu disse que ela está conosco”. Carlisle corrigiu com uma voz dura.
“Mas ela é humana”, Laurent protestou. As palavras não eram agressivas, apenas um
tanto quanto surpresas.
“Sim”, Emmett ficou muito mais visível do lado de Carlisle, seus olhos estavam em
James. James lentamente abandonou sua posição, mas seus olhos não saíram de cima
de mim, sua narinas ainda infladas. Edward continuou tenso como um leão na minha
frente.
Quando Laurent falou, seu tom estava suavizado- tentando afastar a hostilidade
repentina. “Aparentemente temos muito a aprender uns sobre os outros”.
“Realmente”, a voz de Carlisle ainda estava fria.
“Mas nós gostaríamos de aceitar seu convite”, seus olhos vacilavam entre Carlisle e eu.
“E é claro que não iremos causar nenhum mal á garota humana. Não iremos invadir
seu espaço, como eu disse”.
James olhou sem acreditar e agravado para Laurent e trocou outro breve olhar com
Victoria, cujos olhos ainda passavam rapidamente de rosto para rosto."

Um comentário:

  1. ♥OI VICTORIA TUDO BEM COM VC EU ADORO O FILME EREPUSCULO LUA-NOVA AO AMANHECER E MUITOO + VICTORIA EU ACHO QUE A SUA PERSSONAGEM FOI LEGAL +EU Ñ ESTAVA TORCENDO PARA VC Ñ EU ESTAVA TORCENDO PARA O JACOBO TE PEGAR PARA TE MATAR MAIS EU TE ADORO DE MONTÃO FOFA♥

    ResponderExcluir